A integração da música ao currículo escolar teve como um dos precursores o compositor Heitor Villa-Lobos (1915-1958), que dedicou parte de seu trabalho e carreira à musicalização infantil desde a primeira infância.

Os anos passaram e, entre desafios e descréditos em relação à efetiva prática no currículo, a discussão sobre essa disciplina como componente obrigatório na educação básica aqueceu, e em 2008, foi sancionada a primeira lei que incluía a música na Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional.

Qual é a real importância da música nas escolas, a começar pela musicalização infantil? Os benefícios da música para o desenvolvimento das crianças são cientificamente comprovados, tanto do ponto de vista cognitivo quanto cultural, gerando progressos significativos no aprendizado.

Para que você entenda como a musicalização infantil pode ser uma experiência transformadora, apontamos, aqui, os principais benefícios da prática para seus filhos. Acompanhe!

Desenvolvimento dos dois hemisférios do cérebro

Embora a capacidade de produção e resposta à música seja atribuída ao lado direito do cérebro, o processamento de elementos musicais, como melodia, altura e tempo, envolve várias áreas, incluindo algumas no hemisfério esquerdo.

Quem faz música, então, acaba usando os dois lados do cérebro, porque o lado direito pode ajudar a dar sentido a toda uma situação, enquanto o lado esquerdo pode dar sentido aos detalhes. Além disso, a exposição à música fortalece o corpo caloso, o tecido que conecta os dois hemisférios cerebrais.

Ativação dos neurônios

Quando uma criança é exposta à música, acontece a ativação dos neurônios, com o aumento da atividade elétrica em várias regiões do cérebro. Essa capacidade parece aumentar outras habilidades cognitivas, como aprendizagem, linguagem e memória.

Ainda, crianças que começam a aprender um instrumento antes dos 7 anos parecem ter maior neuroplasticidade (a capacidade do cérebro de crescer, mudar e até mesmo curar-se) ao longo de suas vidas.

Auxílio no processo de aquisição da linguagem

A musicalização infantil também estimula as conexões cerebrais necessárias ao desenvolvimento da linguagem. Quanto maior é a exposição à música, maior é a tendência de essas conexões ficarem mais fortes.

Ao passo que a palavra entoada na música ajuda na memorização do vocabulário, as habilidades da fala também são desenvolvidas, já que os músculos utilizados nessa atividade são tonificados.

Também, a musicalização infantil, associada ao aprendizado de idiomas, acelera o processo de aquisição das línguas estrangeiras

Desenvolvimento motor e socioemocional

A musicalização infantil estimula a coordenação motora fina e grossa, a partir dos movimentos rítmicos, como percutir um instrumento, bater palmas, dançar ou repetir uma coreografia.

No meio social, a música desafia as crianças a trabalharem em conjunto para um objetivo comum (tocar e cantar em grupo). Para tanto, aprendem a importância de respeitar o espaço dos outros, como cada um se expressa, ser colaborativo, ter responsabilidade em sua tarefa, assumir o protagonismo, ter autoconfiança, habilidades de liderança etc.

Estímulo à autoestima

Como você viu no tópico anterior, a musicalização infantil é um motor de desenvolvimento socioemocional. Por isso, o fato de o acontecimento musical depender da atuação efetiva de cada criança também é um estímulo à autoestima, já que aprender as músicas é um modo de superação individual e coletiva.

Além disso, a autoestima elevada está relacionada às posições de destaque que a música permite, como fazer um solo, liderar um grupo ou expressar-se ao trabalhar uma música que as crianças gostam muito.

O mais bacana da musicalização infantil é que você não precisa limitar esse contato à escola. Algumas atitudes simples em casa podem trazer muita diversão e aprendizado para seus filhos. Por exemplo:

  • crie um ambiente musical em casa;
  • tenha o costume de tocar música durante as atividades do dia a dia;
  • faça brincadeiras musicais;
  • construam juntos os próprios instrumentos ou adquira aquele(s) de mais interesse da criança;
  • toquem músicas juntos;
  • leve seus filhos a apresentações musicais infantis.

Você viu, neste post, como a musicalização infantil contribui para o desenvolvimento psicofísico das crianças, sendo uma importante potencializadora do processo de ensino-aprendizagem ao longo da vida.

Fonte: Escola Inteligência