Memória, estímulo à sensibilidade, atenção seletiva e outros benefícios da leitura na primeira infância.

 

 

A resposta é simples: o quanto antes! Não existe idade certa para introduzir a leitura na vida de uma criança, porém quanto mais cedo o contato com o mundo dos livros, maiores os benefícios.

Dentre os diversos benefícios dessa atividade, muitos se relacionam ao desenvolvimento psicológico e cognitivo. Afinal, os bebês podem não entender o que está sendo dito, porém ele perceberá a diferença de ritmo de fala. “Para os bebês, a leitura de histórias que assustam é sempre boa sugestão. Os pequenos se entregam ao ritmo, à cadência e à entonação usadas pelo narrador. Melhor ainda se a criança já tiver capacidade de entender o enredo, ou pelo menos parte dele. Aí, ela se empolga de vez.” diz Cláudia Leão, criadora do projeto Leitura no Berçário! Por que não?

Além do despertar para o modo de fala, a leitura estimula a seleção seletiva, ou seja, estimula a criança a manter a concentração em um período de tempo maior. Estimula também a memória, uma vez que começa a entender o enredo, relembra passagens e permite o entendimento da noção de tempo (passado, presente e futuro).